Notícias UNIPAC

Segurança Alimentar e Nutricional recebe atenção do curso de Nutrição da UNIPAC Barbacena

A alimentação está diretamente ligada à capacidade de acesso aos alimentos, sendo considerada um direito humano básico à vida e à cidadania, portanto, deve ser garantida a todos. Deste modo é papel do governo, em parceria com a sociedade civil, fornecer os meios necessários para a Segurança Alimentar, bem como alertar quanto às práticas de bons hábitos de vida que promovam a saúde e a nutrição. Mas, se hoje a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e a Alimentação) estima que um total de 800 milhões de pessoas passam fome continuamente no mundo, conclui-se que este acesso não está sendo garantido. Assim, percebe-se que as escolhas por determinados alimentos, em detrimento de outros, perpassam pelo contexto da diversidade cultural, paralelamente à desigualdade social, o que torna possível constatar que o tema alimentação pode ser amplamente explorado com abordagem nos mais diversos enfoques.

Nesse sentido, na noite de 06/06 o curso de Nutrição promoveu o evento Segurança Alimentar e Nutricional, com o objetivo de abordar a produção de alimentos e a contribuição das empresas produtoras de alimentos em Barbacena e região. Os acadêmicos do curso fizeram um levantamento histórico da contribuição das etnias para o desenvolvimento social, econômico e cultural na Zona da Mata e Campos das Vertentes, principalmente no município de Barbacena.
O evento reuniu produtos alimentícios produzidos na região, contando com produtores de morango, abacate, goiaba, azeitona, caqui, amora, ameixa, morango orgânico e empresários no ramo de laticínios de derivados do leite de búfala e de cabra, empresa de condimentos, pão de queijo, balas artesanais de coco, empresa de produtos naturais.
As empresas parceiras, Estrela da Cozinha, Fazenda Maracujá (derivados de leite de búfala- Blu Alimentos), Capril Santa Fé (Leite de Cabra), Mundo Verde, Azeite Serrano, Pão de Queijo Roselanche e produtores de frutas e legumes, apresentaram seus produtos, oferecendo degustação, inclusive puderam comercializar seus produtos durante a realização do evento.
Para a coordenadora do curso, profª Suely Tavares, “trazer os produtores de alimentos para a Instituição é uma oportunidade de os alunos interagirem com a sociedade proporcionando o intercâmbio de conhecimentos entre estudantes e comunidade, pois o profissional nutricionista tem que entender toda a cadeia produtiva do alimento, como também seus benefícios para o organismo humano.